PALESTRA UNIARARAS – POLO CARAGUATATUBA

Palestrei ontem na Universidade Uniararas – Polo Caraguatatuba.

Queridas alunas e alunos.

Primeiramente tenho que agradecer a todos pelo carinho com que fui recebido na instituição e pelo respeito que vocês tiveram comigo, na maneira de conduzir as intervenções e perguntas relacionadas ao tema: Relações Interpessoais, Humanas e Educação através do Teatro Fórum.

Segue para todas o material da palestra:

EDUCAÇÃO ATRAVÉS DO TEATROAuto – realização power point testePensamentos

Espero ter colaborado de alguma forma para que vocês reflitam sobre o dia a dia de cada uma, pense na responsabilidade que teem com os seus alunos, que é limitada, pois parte desta responsabilidade cabe a familia.

Deixem comentários.

Beijos.

Professor Ezequiel Murruga

Contato: 12-81497458

Explore posts in the same categories: Boal, direitos humanos, Educação, Educação prisional, ezequiel funap, Teatro do Oprimido

8 Comentários em “PALESTRA UNIARARAS – POLO CARAGUATATUBA”

  1. Marlene Says:

    QUANDO EU PENSEI QUE JÁ ESTAVA VELHA DEMAIS PARA MUDANÇAS,QUANDO EU PENSEI QUE JÁ SABIA QUASE TUDO,
    QUANDO EU NÃO ACREDITA MAIS QUE A MINHA VOZ ALCANÇARIA ALGUM OUVIDO;APARECEU VOCÊ…
    APARECEU EM ME ENSINOU A MUDAR,A SER OUVIDA,E ME MOSTROU QUE SEI POUCO,QUE PRECISO APRENDER MAIS,QUE POSSO,E SÓ POSSO QUANDO QUERO,QUANDO ACREDITO EM MIM E ME DEIXO ESCUTAR…
    HOJE,QUERO AGRADECER;POR ME OUVIR,POR ME ENSINAR A MUDAR E POR ME ESCUTAR.
    ESSA MUDANÇA NÃO É SÓ MINHA,É SUA TAMBÉM…

    “VOCÊ SE TORNA ETERNAMENTE RESPONSÁVEL POR TUDO QUE CATIVAS” (pequeno princípe).

    TE AMO PRÁ SEMPRE

    MARLENE ELEUTÉRIO

  2. ADRIANA M M M Says:

    Às vezes é tão difícil ser mulher, é tão complicado lidar com nossas inseguranças pessoais, com os nossos complexos. Eu queria ser mais severa comigo mesma. Vou dizer a verdade, hoje à televisão mostra que pra ser considerada bonita você tem que ter: pernas grosa, bumbum grande, cabelos longos, olhos claros, peitos bem turbinados, e sem esquecer a barriga de tanquinho, ou seja, se você não é assim pode se considerar mais uma na multidão. Mais vou falar de mim, eu não tenho nenhuma dessa qualidade exigida por todos vivo fazendo regime e tomando meus remédios e às vezes já cheguei me perguntar se DEUS quando me planejou estava de mau humor. Por que tanto pra muitos e pouco pra outros. Às vezes me sinto tão depreciada por não ser uma gostosa da vida, sou casada e muita das vezes me sinto como um tapete no canto da sala, sujo e esquecido por todos. Sei que parece meio melancólico, porém é assim que eu me sentia praticamente todos os dias, sempre apontada como barraqueira e encrenqueira, mas ninguém me dava à chance de mostrar meu outro lado, pois todas às vezes pessoas novas que entravam na instituição já passava todo meu currículo sem dar chance ao menos da pessoa me conhecer, assim a pessoa já ficava na defensiva comigo, depois que comecei o curso comecei a me enxergar diferente parei de tentar resolver o mundo, só ajudar as pessoas e tomar sempre…., isso tbm levando fama de encrenqueira.Mas agora sou uma nova mulher ainda engatinhando para ser um mulherão. E sei que vc esta me ajudando muito nisso. Sou muito grata por tudo. Mil beijos e boa sorte!!!! DRIKA

  3. ADRIANA M M M Says:

    Às vezes é tão difícil ser mulher, é tão complicado lidar com nossas inseguranças pessoais, com os nossos complexos. Eu queria ser mais severa comigo mesma. Vou dizer a verdade, hoje à televisão mostra que pra ser considerada bonita você tem que ter: pernas grossa, bumbum grande, cabelos longos, olhos claros, peitos bem turbinados, e sem esquecer a barriga de tanquinho, ou seja, se você não é assim pode se considerar mais uma na multidão. Mais vou falar de mim, eu não tenho nenhuma dessa qualidade exigida por todos vivo fazendo regime e tomando meus remédios e às vezes já cheguei me perguntar se DEUS quando me planejou estava de mau humor. Por que tanto pra muitos e pouco pra outros. Às vezes me sinto tão depreciada por não ser uma gostosa da vida, sou casada e muita das vezes me sinto como um tapete no canto da sala, sujo e esquecido por todos. Sei que parece meio melancólico, porém é assim que eu me sentia praticamente todos os dias, sempre apontada como barraqueira e encrenqueira, mas ninguém me dava à chance de mostrar meu outro lado, pois todas às vezes pessoas novas que entravam na instituição já passava todo meu currículo sem dar chance ao menos da pessoa me conhecer, assim a pessoa já ficava na defensiva comigo, depois que comecei o curso comecei a me enxergar diferente parei de tentar resolver o mundo, só ajudar as pessoas e tomar sempre…., isso tbm levando fama de encrenqueira.Mas agora sou uma nova mulher ainda engatinhando para ser um mulherão. E sei que vc esta me ajudando muito nisso. Sou muito grata por tudo. Mil beijos e boa sorte!!!! DRIKA

  4. Ezequiel Elias dos Santos Says:

    Vocês foram maravilhosas comigo
    Conseguiram tudo graças ao esforço de cada uma de vocês.
    Parabéns.
    Amo muito todas vocês.

    • Ezequiel Elias dos Santos Says:

      Vocês foram maravilhosas comigo
      Conseguiram tudo graças ao esforço de cada uma de vocês.
      Parabéns.
      Amo muito todas vocês. Feliz Natal que Deus abençoe a todas e a todos.

  5. Marlene Says:

    Não sei o motivo da distancia,não sei o que aconteceu…
    Você entrou em minha vida e arrumou algumas coisas que viviam espalhadas e me mostrou a essência de uma verdadeira amizade…
    As pessoas se vão ,se encontram e se perdem,voltam…essa é vida,nossas vidas;não vou esquecer o quanto foi bom ter você por perto…

    Um dia nos reencontraremos…

    • Ezequiel Elias dos Santos Says:

      Vou te contar o motivo da distância, como se fosse uma cena de teatro fórum… só que sem a intervenção de ninguém…
      Era uma vez… uma castelo que se intitulava um bom castelo, que cuidava de pessoas que precisavam de cuidados e passava uma imagem linda aos plebeus, pois os poderosos que sustentavam este castelo precisavam desta imagem até para se manter no poder.
      Mas um grande erro foi cometido… Um castelo tem um rei, uma rainha, principes e princesas e a plebe, tem até o bobo da corte, que nesse caso era eu…, mas neste castelo tinhamos duas rainhas, as duas queriam ser boas, se diziam boas, mas nem a plebe, nem o bobo da corte ainda não sabem quem realmente é a boa rainha, a jovem rainha escondida por detras de pouca beleza, com jeito meigo e delicado, ou será que a boa rainha é a rainha sem beleza exterior, que aparentemente joga nas constas da jovem rainha tudo que de mal acontece no castelo? Na dúvida o bobo desta corte, resolveu caminhas por outros trilhos. Deixando a saudade a boa lembrança, risos e amizadas grande amores, fraternos e verdadeiros, de uma plebe lutadora. Quando os que sustentatam este castelo realmente perceberem o que ocorre lá dentro, os que colocam os que precisam de ajuda lá, pode ser que não queiram mais colocá-los lá, pois eles não são prioridade.
      Ha! pai! onde foi que nos perdemos no caminho? Mas se formos pensar em tantas injustiças e em tantas falsidades que ocorrem, descobriremos que nem um rei, nem um principe, nem uma única rainha fará deste reino, deste castelo, um lar.
      Precisamos lembrar que a dignidade passa pelo bolso sim, mas o amor, o respeito e a gratidão é algo que nunca se deve esqucer. Os que precisavam de ajuda, eu não conheci. A plebe eu me apaixonei, me encantei por ela. As rainhas, ainda não sei se neste connto de piscolocos terminamos com rainhas ou bruxas, só sei que eles existem. Vcs são inteligentes o suficiente para saber que o mundo precisa de vida longa a uma nova rainha. Beijos.

  6. Marlene Says:

    Eu vivi neste castelo por 4 anos,onde a rainha má me perseguiu por algum tempo,muitas vezes me escondi atras de todo estudo que havia adquirido e deixei que ela pensasse que o meu conhecimento não era suficiente para entender a perseguição.
    Me calei,aguentei humilhações que na realidade nunca me atingiram provocando ainda mais sua ira, porém tinha um objetivo e queria conclui-lo,findou-se o meu tempo e junto com ele a máscara da rainha má caiu,levando como enxurrada toda maldade que ela insistia ser minha,aliviada e ciente do cumprimento das minhas propostas,me permiti ouvir e falar,desatar as amarras e alçar voos mais altos,encontrar lugares onde pessoas são tratadas como gente,ao contrário do regime militar e opressor que essa rainha impõe,sei do meu valor,não sou melhor nem pior,apenas sou EU…

    Marlene Eleutério


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: